Agendar Doação Sangue

Área do Médico

Portal do Colaborador

Santa Casa atinge a marca de 500 altas para pacientes de Covid-19

Foi com muito esforço, dedicação e trabalho humanizado que a Santa Casa de Misericórdia de Cachoeiro de Itapemirim atingiu a marca de 500 altas para pacientes que tiveram Covid-19. O hospital foi o primeiro referenciado pelo Governo do Estado para tratamento da doença no sul do Estado.  

Do início da pandemia até a presente data, o hospital registrou um total de 504 altas. A paciente que representa esse número é a moradora de Marataízes Celene da Cruz Rodrigues, de 73 anos.

Depois de ficar 41 dias internada, sendo 21 só na UTI, ela conseguiu vencer a doença e agora vai poder se recuperar em casa junto com a família.

"Me trataram muito bem. Agora estou ótima, graças a Deus, e com muita saudade de casa", disse.

A filha dela, Gleide da Cruz, contou que foram momentos difíceis, mas que o atendimento e o cuidado que ela teve na Santa Casa foram fundamentais para sua recuperação.

"Nossa família está muito feliz e encantada com o atendimento aqui no hospital. Ela acha que todos vocês foram muito amigos dela. É como se fosse uma renovação na família, um renascimento, e temos que agradecer a vocês e a Deus por dar mais essa vitória para nossa mãe".

 
Celebração
 
Para celebrar as 500 altas, o Grupo de Humanização da Santa Casa de Misericórdia Cachoeiro realizou uma pequena cerimônia no pátio do hospital com oração, cânticos espirituais com a Banda Rezza e agradecimentos aos profissionais que estão na linha de frente contra o novo coronavírus.
 
O primeiro paciente que foi internado em estado grave na UTI com Covid-19 também participou da cerimônia. Giovanni D Angelis de Almeida, de 55 anos, deu entrada no hospital no dia 17 de abril com quadro grave da doença e ficou quase 20 dias internado.
 
Ele contou que vencer a doença foi um milagre de Deus em sua vida e o que fica é o sentimento de gratidão.
 
"A minha gratidão é imensa a todos os funcionários que pude conviver. Pude sentir deles não só a competência, mas também o carinho na hora que a gente está mais fragilizado. E esse carinho é que fez com que eu conseguisse permanecer aqui com um pouco mais de esperança", disse.
 

Humanização

Para a superintendente da Santa Casa, Marinete Tibério, ver tantos pacientes se recuperando é uma vitória da vida e também mostra que todo o trabalho realizado pelos profissionais da instituição está dando resultado.

"Foi no nosso hospital que essas pessoas encontraram um socorro e foram acolhidas com toda segurança e cuidado. Além do tratamento necessário contra a doença, elas receberam também um atendimento humanizado, com nossos profissionais sempre dispostos a levar uma palavra de conforto e esperança", destacou.

Atualmente o hospital possui 18 leitos de UTI e 20 leitos de enfermaria exclusivos para tratamento de pacientes com coronavírus.

Confira mais Notícias

Cresce número de casos de dengue atendidos na Santa Casa. Veja os sintomas

Santa Casa Cachoeiro só tem sangue para uma semana e faz apelo para doadores

Média de 93 pacientes atendidos por dia na Santa Casa durante o Carnaval

Quer brilhar no Carnaval? Veja os riscos e cuidados com a maquiagem e purpurina

Santa Casa Cachoeiro faz alerta para quem vai pegar a estrada no feriado de Carnaval

Lar de Idosos entra em ritmo de folia e promove tradicional Carnavô

Idosos fazem passeio panorâmico em pontos turísticos de Marataízes

Idosos fazem passeio e tomam sorvete para fugir do calor em Cachoeiro