Agendar Doação Sangue

Área do Médico

Portal do Colaborador

Funcionários da Santa Casa realizam campanha para aumentar estoque do banco de sangue

 

A empatia pode parecer uma tarefa difícil quando as pessoas não se conhecem, entretanto, essa visão tem sido rompida cada vez mais através da sensibilização com o próximo. Na Santa Casa de Misericórdia Cachoeiro não é diferente. Um exemplo disso é que os membros da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA) inicia no próximo mês uma campanha em prol de doações para o Banco de Sangue.

Com o período de fim de ano e o aumento de veículos nas estradas, o número de acidentes também acelera. Desta forma, a necessidade por bolsas de sangue é maior.

Atualmente, os tipos sanguíneos A e AB positivo e O, AB e B negativo encontram-se em estado crítico, principalmente A positivo e O negativo.

O tipo sanguíneo O negativo é considerado doador universal, por isso, quando um paciente chega ao pronto-socorro com uma grande lesão e precisa de transfusão imediatamente, ele acaba sendo utilizado. Sendo assim, é um dos mais utilizados e em contrapartida, um dos mais raros.

A campanha será realizada entre os dias 11 de fevereiro e 1º de março com o foco principal no próprio hospital, visando os funcionários, acompanhantes de pacientes e visitantes. Durante três semanas serão distribuídos panfletos sobre a importância desse gesto e como realiza-lo, além de uma palestra.

De acordo com a secretária da CIPA, Juliana Ferreira Rosa, a ideia foi pensada em uma das reuniões mensais da comissão.

“A ideia da campanha surgiu em uma de nossas reuniões, na qual, discutíamos sobre a grande diminuição do nosso estoque nesse final de ano, onde o número de doações caiu e os acidentes aumentaram, pensando nisso, resolvemos adotar a causa e nos juntar ao hemocentro da instituição. Devemos sempre lembrar que doar sangue é um ato de solidariedade. Cada doação pode salvar a vida de até quatro pessoas”.

O banco de sangue da Santa Casa funciona de segunda a sexta das 7h às 16h e sábado das 7h às 11h.

 

O que você precisa para ser um doador:

– Apresentar um documento oficial com foto;

– Ter mais de 18 e menos de 68 anos;

– Ter peso superior a 50 kg;

– Se homem, deve ter doado há mais de 60 dias, não ultrapassando quatro

doações em 12 meses;

– Se mulher, deve ter doado há mais de 90 dias; não ultrapassando três

doações em 12 meses;

– Não estar grávida ou amamentando;

– Ter passado pelo menos três meses de parto ou aborto;

– Não ter tido hepatite após os 10 anos de idade;

– Não ter tido contato com o inseto barbeiro, transmissor da doença de chagas;

– Não ter tido malária ou ter estado em região de malária nos últimos seis

meses;

– Não sofrer de epilepsia;

– Não ter feito tatuagem ou colocado piercing nos últimos 12 meses;

– Não ter tido DST;

– Não ser diabético;

– Se não recebeu transfusão de sangue ou hemoderivados no último ano;

– Se não ingeriu bebidas alcoólicas nas 24hs que antecedem a doação;

– Estar alimentado e com intervalo mínimo de duas horas do almoço;

– Dormir pelo menos seis horas nas 24hs que antecedem a doação;

– Não está fazendo uso de medicamento controlado.

OBS: Jovens com 16 e 17 anos podem doar com autorização do responsável.

Para primeira doação a idade limite é 60 anos.

Confira mais Notícias

Santa Casa Cachoeiro forma quinta turma de residência em Clínica Médica

Cresce número de casos de dengue atendidos na Santa Casa. Veja os sintomas

Santa Casa Cachoeiro só tem sangue para uma semana e faz apelo para doadores

Média de 93 pacientes atendidos por dia na Santa Casa durante o Carnaval

Quer brilhar no Carnaval? Veja os riscos e cuidados com a maquiagem e purpurina

Santa Casa Cachoeiro faz alerta para quem vai pegar a estrada no feriado de Carnaval

Lar de Idosos entra em ritmo de folia e promove tradicional Carnavô

Idosos fazem passeio panorâmico em pontos turísticos de Marataízes