Agendar Doação Sangue

Área do Médico

Portal do Colaborador

Dietas da Internet – benefícios ou malefícios?

 

 

Comer bem, ter uma vida saudável e ativa. Essas práticas são conhecidas há anos. Com a chegada das redes sociais e o aumento da discussão sobre dietas e reeducações alimentares, a população, em geral, está mais ciente sobre a importância e os benefícios de cuidar da saúde. Entretanto, de acordo com uma pesquisa divulgada pelo Ministério da Saúde, quase metade da população brasileira está acima do peso.

Então, como explicar esses números? De acordo com a nutricionista da Santa Casa de Misericórdia Cachoeiro, Lara Altoé da Cunha, a decisão é pessoal e individual.

“Cada um tem o seu objetivo. Se a pessoa realmente quer, ela vai aderir à reeducação alimentar, os exercícios físicos, mas isso é muito individual. Todo mundo sabe que tem que comer de três em três horas, beber água, comer fruta, ter uma alimentação saudável e fazer atividade física”.

Para a nutricionista Rachel Fassarella, um dos principais problemas para quem quer emagrecer é não procurar um profissional.

“É preciso ter cuidado com as dicas disponibilizadas sem um aconselhamento profissional. Pelo assunto estar tanto na mídia muitas pessoas pensam que não é necessário consultar com um nutricionista, entretanto, fazer qualquer dieta, pode gerar um resultado contrário do esperado. Tem que ficar atento ao que escuta, lê e nas fontes pesquisadas”.

Dietas como a low carb (com baixo teor de carboidrato) e a do jejum intermitente (em que a pessoa de jejum por mais tempo), ambas em alta atualmente, são consideradas por Lara como restrições alimentares que devem ser utilizadas por tempo determinado.

“Provavelmente quem faz o uso dessas dietas vai emagrecer, porque existe a restrição alimentar. Entretanto elas podem comprometer a saúde. A low carb, por exemplo, aumenta o consumo de gordura e isso pode elevar o colesterol, trazer doenças cardiovasculares para as pessoas já predispostas”.

Outro problema apontado por Rachel é a auto suplementação realizada, principalmente, por quem pratica academia.

“Se auto indicar suplementos ou vitaminas sem ter uma avaliação prévia, sem conhecer o produto e a real necessidade do paciente pode gerar consequências. Mais uma vez ressaltamos a importância de procurar um especialista”.

A Santa Casa de Misericórdia de Cachoeiro possui uma equipe especializada com seis nutricionistas, Lara Altoé da Cunha, Carla Vieira, Solange Lemos, Letícia Bolzan, Luisa Soncin e Rachel Fassarella. Elas se dividem para atender toda e demanda do hospital. Lara, Carla e Solange são responsáveis por prescrever a dieta dos pacientes, Letícia cuida da produção, Luisa atende o setor de hemodiálise e o Lar de Idosos Adelson Rebello e Rachel é a coordenadora da equipe.

O serviço é ofertado também no ambulatório, através da modalidade de particular e convênio. As consultas são realizadas pela nutricionista Lara Altoé, todas as quartas-feiras a partir das 15h. Para mais informações e marcações de consulta ligue 2101-2185.

Por fim a dica é não pensar que o que funciona com uma pessoa será boa para todo mundo. Cada um tem um corpo e um metabolismo específico.

Confira mais Notícias

Santa Casa ganha R$ 10 mil com Nota Premiada. Saiba como você também pode ajudar

Santa Casa Cachoeiro e Lar de Idosos farão homenagens no Dia das Mães

Paciente internado se emociona ao receber serenata na Santa Casa

Santa Casa Cachoeiro inicia obra para ampliar número de leitos no Pronto Socorro 

Funcionários da Santa Casa são imunizados contra a gripe

Santa Casa Cachoeiro faz blitz educativa e bate-papo para evitar acidentes de trabalho

Santa Casa faz nova captação órgão para pacientes na fila de transplante 

Lar de Idosos terá pintura de ovos e almoço especial de Páscoa